Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

do pipo ó copo

Ponte de Prado

do pipo ó copo

Ponte de Prado

PRESS

- Please, make the questions for this press conference.

- Júlio Matos, do jornal a Bola. Como se sente ao ser sempre confundido com o João Pereira, o lateral do Sporting?

- É uma boa pergunta, no balneário não há confusão, o outro é o que está sempre metido em confusões. Eu sou mais pacato. No campo não há qualquer hipótese de confusão, porque eu sou o que jogo à bola.

- Júlio Matos, da TSF. O que achou das críticas à exibição contra a Alemanha? E das declarações do Manuel José?

- Eu acho que o Manuel José tem toda a razão. Isto é mesmo um circo, com tanto jornalista, com tantos programas a encher chouriços. Parece que estamos no “big brother”. Eu já não nos consigo ver de tanto que somos apresentados. As críticas, são normais; já sabemos que somos um país atrasado, e nos países atrasados as pessoas têm tendência a distrair-se com coisas de pouca importância e a dar-lhes destaque.
Mas a nossa exibição é o espelho de onde vimos; somos subservientes à Alemanha e isso notou-se. Se querem melhores exibições têm que construir um melhor país. Se cada Português produzir mais e fizer avançar o país, nós também produziremos mais e faremos avançar a seleção. Tal como os compatriotas nós também gostámos de discutir as contratações do Benfica, e se o treinador do Porto vai embora.
No início da segunda parte ainda estávamos a falar uns com os outros e os alemães quase nos apanhavam desprevenidos.

- Júlio Matos, do Jornal o Jogo. O que acha da teimosia do selecionador para utilizar o Postiga?

- Todos sabemos que o “Mister” só chegou ao cargo, por cunhas, favores e corrupção, e não percebe nada de futebol. O Postiga está sempre deitado no chão, e torna-se incomodativo, porque estamos sempre a tropeçar nele. O Paulo deve por o Postiga a jogar para não tropeçar nele no banco de suplentes. Ninguém percebe muito bem o gajo, porque ninguém fala com ele. Para falar temos que nos deitar no chão.

- Júlio de Matos, da RTP. Que se passa com o Ronaldo que tem jogado pouco e mal?

- Não falo de quem não está cá. Só falo de jogadores selecionados…

- Júlio de Matos, da SIC. Depois te ter o jogo controlado como explica o facto de a Dinamarca ter empatado o jogo?...

- Facilmente; marcaram tantos golos como os que nós já tínhamos… É só fazer as contas.

- Júlio de Matos, do Jornal do Fundão. O que acha da separação da Luciana Abreu, a Floribella, e do Djaló?

- Boa pergunta. Acho que não acho nada.

- Last question please.

- Júlio de Matos da TVI. Mas não o incomoda o facto do Djaló, um colega de profissão estar a passar um mau bocado?...

- Não…

- Thank You…

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.