Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

do pipo ó copo

Ponte de Prado

do pipo ó copo

Ponte de Prado

ESTE PAÍS NÃO É PARA LORPAS (3)

 

- … Agora estou melhor…
- Mas o que lhe deu?
- Oh pá, foi uma dor aqui do lado. Fui ao Dr. Luis que me receitou uns comprimidos naturais e que me fizeram bem…
- Comprimidos naturais?... Mas há alguma árvore que dê comprimidos?...
O Sr. Manuel continuou a falar, do bom doutor, não se apercebendo da ironia.
- Aquilo é um mundo, tem o consultório cheio de diplomas, o homem não pára. E tem umas mãos de ouro; fez-me aqui uma massagem cinco estrelas.
- Mas quem é o Dr. Luis. Não conheço esse médico.
- É aquele que tem o consultório naquela farmácia ali no Campo das Hortas…
- Aquela loja de produtos naturais?...
- Sim, uma farmácia cinco estrelas. Aquelas paredes cheias de remédios “até’cima”…
- Mas eu conheço bem o dono, realmente chama-se Luis, mas ainda o ano passado trabalhava como camionista na empresa de mudanças do Sr. Alfredo.