Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

do pipo ó copo

Ponte de Prado

do pipo ó copo

Ponte de Prado

VINTE...

- Desculpe, eu…
- Sim, diga.
- Eu fui aqui às urgências; bati com a cara numa mesa e parti dois dentes – disse enquanto tapava a boca com um lenço. Eu peço imensa desculpa, eu não queria incomodar…
- Não se preocupe, diga… esteja à vontade.
- Eu trabalho na Universidade do Minho, no departamento de Matemática… Ai estou tão envergonhada, nem sei como falar nisto…
- Diga, esteja à vontade…
- Eu sou de Fafe, mas com a confusão não sei onde meti a carteira, nem o Multibanco, e não tenho dinheiro para meter gasolina… são trinta quilómetros e eu sei lá 5 euros devem chegar… não sei…
- Sim se o carro gastar 7 ou 8 aos cem, devem chegar…
- O meu carro é um Audi A3… deve ser isso não?... eu não percebo nada…
- Pronto para evitar ficar a meio do caminho, empresto-lhe 20 euros, assim vai mais descansada…
- Obrigada, eu estou tão envergonhada… ligue-me para o telemóvel é o 918681132, amanhã, e combinámos para eu lhe devolver o dinheiro…
- Está bem, já gravei… Esteja descansada… Amanhã falo consigo então.
- Estou tão envergonhada…
 
No dia seguinte liguei… ninguém atendeu.