Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

do pipo ó copo

Ponte de Prado

do pipo ó copo

Ponte de Prado

UM CONTO DE NATAL

- Puxa, com mais força… está quase… José não sabia nada de nascimentos… sabia fazer uma mesa ou uma cadeira, mas o nascimento de um bebé era algo de obscuro só ao alcance das mulheres…

 Estava de costas para não ver sua esposa deitada, sofrendo, naquele momento de dar á luz… Um grito profundo ecoou na gruta…

Os animais que ali dormiam sobressaltaram-se… .

José virou-se num repente e pegou naquele bebé que jazia na palha, no chão da gruta imunda…

...

Pegou-lhe, mas estranhou o silêncio… abanou levemente o menino, mas este não reagia…

levantou-o à altura dos olhos, frente a frente…

José tentando ver na penumbra da luz da candeia… Nem um choro, nem um movimento… Lentamente deixou-se cair de joelhos, com o menino nas mãos.

- Diga-me José, diga-me… que se passa – perguntava Maria ansiosa…

José abraçou-a com um braço, segurando no outro o menino inerte…

- Nasceu morto – disse…

1 comentário

Comentar post