links
arquivos

Maio 2017

Março 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

.......................
pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
tags

todas as tags

favorito

SO LONG LEONARD...

É A VIDA...

FAZ UM DESENHO...

TRANSGÉNERO...

SO LONG LEONARD...

MARILYN AND JOE DiMAGIO

blogs SAPO
Sexta-feira, 16 de Março de 2012
ALZHEIMER...

Ontem no fim do jogo do Sporting com o outro Manchester, peguei no carro para me dirigir à agência da CGD. A noite estava fresca, pronuncio da chuva, todo o dia anunciada, que acabou por não se concretizar. No rádio elogiava-se o espirito, a força e a dedicação da equipa leonina, e do seu treinador. A vida realmente dá muitas e retorcidas voltas - pensei - entrando na agência para me dirigir à caixa automática.

Na volta para casa, o ar frio fazia-me caminhar mais rápido. A noite estava realmente mais fresca que o costume próximo; sempre vai chover, disse para mim mesmo.

Andado um quilómetro viro da estrada nacional, para o caminho de casa; de repente lembrei-me do carro que tinha deixado à porta do banco.

Se andar rápido ainda vou a tempo de ouvir o restinho dos elogios ao Sporting na TSF, e também não sinto tanto o fresquinho da noite...

 

 

publicado por JP às 14:13
| comentar | favorito
|